Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Eu também dependo muito de ti, Mariana!

por Ana Barreira Dias, em 25.06.19

IMG_20190611_145240.jpg

Dizem que dependo muito de ti, que às vezes não quero mais ninguém, que não devia andar tanto ao teu colo. Foste a primeira voz que escutei, antes de conseguir ouvir a minha. Foste o primeiro coração que ouvi bater, quando ainda estava longe de perceber que batia por mim. Foste o primeiro aroma que senti, aquela fragrância de miminho e aconchego. Foste a primeira separação (com o corte do cordão umbilical) que vivi e a prova de que existem amores que resistem a tudo. Foste o primeiro colo que conheci, muito antes de saber que existiam outros disponíveis. Foste a primeira mancha que tentei decifrar, como estava longe de imaginar quão nítida se tornaria para mim a imagem do teu rosto. Foste a origem da primeira canção que ouvi, não imaginas como cada tom me fazia sentir abraçado. Foste a primeira fonte de alimentação que conheci, na tua mama ou no biberão era ali que obtinha o que de mais básico precisava enquanto os nossos olhares cúmplices se cruzavam. Foste a primeira forma de amor incondicional que conheci, ninguém imagina a dimensão daquilo que existe entre nós. Sim, dependo de ti. Sim, às vezes só te quero a ti. Sim, quero estar ao teu colo. Depois de tudo o que vivemos e continuamos a viver juntos, faria sentido ser de outra maneira? Texto de 3m’s – Menina, Mulher & Mãe Por Tânia Correia

publicado às 23:08




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D